terça-feira, 31 de maio de 2011

Lucas saí!


Está fora dos planos de Rui Vitória o ponta-de-lança Lucas Espindola, que começou a temporada prestes a findar na Mata Real.

O dianteiro nunca se conseguiu impor nos pacenses e foi emprestado no mercado de Janeiro ao vizinho Freamunde, mas o contrato com os castores expira em Junho e o clube não accionou a cláusula de opção de compra do seu passe em devido tempo.

Jorginho poderá estar de saída




O lateral-esquerdo Jorginho não deve fazer parte do plantel do Paços de Ferreira para a próxima época. O jogador terminou contrato com os castores e não recebeu qualquer proposta de renovação, sinal sintomático de que a equipa técnica liderada por Rui Vitória não conta com os seus serviços para 2011/2012.

Operado em meados de Janeiro ao pé esquerdo, o atleta iniciou depois o período de recuperação, que acabou por ser bastante moroso, facto que não lhe permitiu voltar a jogar até final da temporada.

Os responsáveis pacenses deixaram o atleta iniciar o período de férias sem anunciarem se contam com ele para a próxima época, de aí que Jorginho esteja já a analisar outras proposta que tem em carteira, tanto da Liga como da Liga de Honra.

Carlitos e Fábio possivelmente emprestados


O extremo Carlitos e o médio Fábio Pacheco, ambos com contrato até 2013, podem vir a ser novamente cedidos, depois de esta época terem rodado na Oliveirense.

Os dois jovens não têm ainda garantias de poder integrar o estágio de pré-época, em Seia.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Procura-se defesa esquerdo!!




Maykon está de partida, Jorginho desconhece futuro e Jason não é solução.

A reconstrução da asa esquerda do Paços de Ferreira é uma das principais preocupações dos responsáveis do clube. O brasileiro Maykon chegou ao fim da linha e é garantido que não continua na Capital do Móvel.

Já de regresso ao Brasil, Maykon chegou a ter tudo praticamente definido com os romenos do Cluj, tendo entretanto mudado de planos,pelo que deverá rumar a outras paragens.

A saída de Maykon abre um problema, pois Jorginho perdeu espaço e influência na equipa e, apesar de decorrerem conversas, não há avanços, pelo que o mais provável será a saída. O internacional australiano Jason (está cedido ao Covilhã) seria o único lateral esquerdo do plantel.

A juventude e inexperiência implicariam a contratação de dois jogadores para a posição.

domingo, 15 de maio de 2011

Declarações de Mário Rondon após o jogo



Mário Rondon, no final do encontro onde apontou dois golos, falou aos jornalistas:

«É uma motivação extra para a Copa América. Acho que fiz uma grande época, estou de parabéns, assim como, a equipa porque sem eles eu não teria conseguido. É um salto grande e acho que é mérito de todos eles. O meu primeiro objectivo era ser regular no onze. Acho que consegui, fiz bons jogos e com isso vieram os golos. A equipa mostrou que tinha qualidade. Ainda não sei o futuro, agora a minha cabeça está em representar o meu país e depois logo se vê.»

Paulo Sousa declarações após o jogo




No final da partida com a Académica, Paulo Sousa foi à sala de imprensa dizer que estava triste por sair do P. Ferreira:

«É difícil e é uma tristeza muito grande ao fim destes anos todos com a camisola do Paços de Ferreira sair. Mas é um sentimento de dever cumprido para com este grande clube e para com as pessoas desta terra. Estou sempre preparado para jogar. Quem trabalha como eu, está sempre preparado para quando o mister chamar. Foi na última jornada mas acho que estive bem. Foi o meu último jogo com a camisola do Paços mas ainda vou ponderar se acabo aqui a carreira ou não.»

Goleada na despedida





Um jogo diferente, num dia especial não só por ser o final da época 2010/2011, onde o nosso Paços termina a época no 7º posto da classificação final...ou seja a nossa 2º melhor classificação de sempre. Mas oque torna este dia mais especial foi o abandonar no nossa GRANDE CAPITÃO PAULO SOUSA, que mereceu estes 5 golos por tudo o que fez pelo Paços, e nós a ele estamos gratos, nunca serás esquecido nesta humilde casa, por muitos deste sócios e adeptos que te viram a espelhar o teu talento na Mata Real, Obrigado por tudo.

O jogo entre Paços de Ferreira e Académica teve cerca de 20 minutos de equilíbrio, antes do rolo compressor pacense mostrar a sua arte. A sensação de jogo dividido foi beliscada pelo golo de Rondon, aos 22 minutos, que abriu o activo. Nessa altura, apenas a grande abertura de David Simão separava as duas equipas. Por pouco tempo. Passaram pouco mais de dez minutos e o P. Ferreira já estava a golear.

Ozeia fez o segundo, Diogo Valente marcou na própria baliza de forma involuntária e depois chegou o bis de Rondon. O avançado chegou aos nove golos na Liga após passe de Leonel Olímipio o completava a transfiguração no jogo. Quase sem perceber como a Académica já perdia por quatro.

Pizzi fechou o jogo antes do segundo tempo.

Porém, se o repentismo dos golos da casa surpreenderam os homens de Ulisses Morais (de regresso a uma casa que bem conhece) a justificação para os mesmos não é assim tão difícil de encontrar. Manuel José aproveitava o (muito) espaço que Hélder Cabral lhe cedia; Pape Sow nunca conseguiu travar o futebol de David Simão e Rondon chegava a humilhar os centrais da «Briosa», claramente sem pernas para um jogador assim.

Por isso, talvez ainda no espírito da Queima das Fitas, a Académica colecionou tiros no pé que sentenciaram o jogo. O Paços, com aquele futebol de pé para pé, que se julgava desaparecido há umas semanas, espremeu o desleixo visitante até ao tutano. E antes do intervalo, fez o quinto. Cruzamento de Manuel José, que está em três golos, e remate fulminante do herói do Dragão. Pizzi fechou em beleza uma época em cheio.

Ao intervalo o jogo estava resolvido e a pergunta que ecoava era simples: o que dizer aos homens da Académica? Como encarar mais 45 minutos de um jogo que corria mal a todos os níveis e que cheirava a humilhação? A mensagem de Ulisses Morais, pelo menos, evitou danos maiores. A equipa subiu ligeiramente o nível de coesão e ameaçou marcar num par de ocasiões. Valeu Cássio, também ele a mostrar serviço.


O jogo, de resto, foi todo ele uma festa pacense e deu para quase todos se mostrarem. Até Paulo Sousa, a queimar os últimos cartuxos de uma carreira muito ligada ao amarelo da Capital do Móvel, foi titular, saindo depois para os aplausos de pé da Mata Real, tendo cumprido o que se lhe pedia. A toada do jogo facilitou o resto, ainda que a Académica tenha conseguido o golo de honra, por Eder, ao minuto 82.

Ainda assim, para a festa pacense ser total, faltaram as ajudas nos outros campos. V. Guimarães e Nacional impediram que o Paços conseguisse a melhor classificação de sempre.


szólj hozzá: Pacos de Ferreira 5-1 Academic

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Eridson já treinou!



Eridson teve ontem o primeiro contacto com o clube que irá representar nas próximas três épocas. O novo reforço dos castores, de 20 anos, integrou o treino do P. Ferreira por indicação do diretor-desportivo Carlos Carneiro, com o objectivo de iniciar um período de adaptação à sua nova realidade e, desta forma, antecipar um processo que apenas deveria acontecer na próxima pré-temporada.

«É uma sensação muito boa estar ao serviço do Paços de Ferreira. Este clube tem nome no campeonato principal e tem feito muito boas épocas. Estou muito feliz e muito entusiasmado com esta oportunidade», afirmou o jogador, de 20 anos de idade.

«Sou jovem e tenho ainda muita coisa para aprender. Creio que posso evoluir muito no Paços de Ferreira. Já estou a sentir as diferenças, mesmo com a época a acabar, o ritmo de trabalho, aqui, é outro, é mais exigente», desenvolveu Eridson, que reencontrou Bura, com quem trabalhou na formação do FC Porto.

«Quando vim para Portugal, fui para as camadas de formação do FC Porto, e ainda como júnior, também representei o Estrela da Amadora», acrescentou o central, determinado a fazer grandes temporadas no nosso Paços.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Mário Rondón na Copa América



Mário Rondón, está convocado para o estágio de preparação da Copa América. O avançado faz parte de um grupo de eleitos de César Farias, o que confirma a presença do jogador pacense na Copa América. A lista ainda não foi tornada pública, mas Rondon já foi informado pelo seleccionador.

O estágio de preparação começa a 30 de Maio e incluirá jogos amigáveis com o México e a Espanha. Recorde-se que a Venezuela faz parte do Grupo B da Copa América, onde terá como adversários o Brasil, o Paraguai e o Equador. A prova começa a disputar-se dia 1 de Julho na Argentina.

Rondón tem sido opção na selecção venezuelana desde que começou a jogar no P. Ferreira, no início da época, somando quatro internacionalizações desde então. No ataque da Venezuela, o jogador do P. Ferreira vai ter a concorrência da estrela da selecção: Juan Arango, do B. Monchegladbach.

Força Rondón estamos contigo!!!

31 Pizzi



Ao marcar três golos no Estádio do Dragão, Pizzi transformou-se no jogador do momento, mas esta não foi a primeira vez que brilhou ao serviço dos castores.

No próximo sábado, o extremo deve cumprir o último jogo com a camisola do Paços de Ferreira, pois o seu empréstimo ao FC Paços de Ferreira termina, e poderá ser difícil de o Braga, o voltar a emprestar.

Uma coisa é certa, depois do hat-trick aos novos campeões nacionais, o nome de Pizzi passou a ser pronunciado no estrangeiro e já vai havendo clubes a recolher mais informações sobre o 31 pacense e a perguntarem pelas condições para avançar com um potencial negócio.

Para já, e sem manifestar qualquer sobranceria, o jovem vai gozando o momento e recebendo elogios pelas ruas de Paços de Ferreira.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

FORÇA PAÇOS



TUDO A MATA!!!!

Porto 3 vs Paços de Ferreira 3 - Homem do Jogo Pizzi



Autor dos três golos que valeram o empate do Paços de Ferreira diante do FC Porto, Pizzi reconheceu que se tratou de uma exibição para não esquecer, fazendo, no entanto, questão de dividir o mérito com toda a equipa.

«É uma exibição para não esquecer. Não é fácil vir ao Estádio do campeão nacional marcar três golos, mas o mérito não é só meu. Toda a equipa trabalhou muito bem e com menos um jogador conseguiu empatar o jogo, por isso estamos todos de parabéns», afirmou o jogador na habitual flash interview no final do jogo.

A perder por 0-2 ao intervalo, Pizzi explicou o que esteve na base do empate: «Todo o grupo estava unido e com vontade de dar a volta ao resultado. É o coroar de uma grande época para o Paços de Ferreira.»

O jogador foi ainda questionado sobre o futuro, mas disse estar exclusivamente concentrado no Paços.

Empate no Show de Pizzi Gol




Num ambiente de festa, com estádio cheio, a nossa equipa de teve o condão de manter a sua ambição durante todo o período de jogo, e acabou por ser recompensada com um empate, que nós mantém na luta pelo 5º lugar, o que poderá ser a melhor classificação de sempre do Paços na 1ª Liga, pelo que já não vamos a Europa, mesmo que ocupamos essa posição, pois não foi feita a inscrição.

O Porto surgiu tão bem afinado que, por vezes, parecia ter saltado de uma bobine do filme Fuga para a vitória. Toques de classe, combinações impossíveis, dribles perfeitos, remates em força e em jeito. Falcao vestido de Pelé, João Moutinho com a batuta de Ardiles, Rúben Micael na pele de Bobby Moore e Hulk... apenas Hulk, inimitável. De Stallone ninguém aceitou fazer.

Tudo perfeito na equipa azul e branca, até Pizzi Gol aparecer!!!

Uma vez Falcao, outra vez Hulk, antes de aparecer o mau da fita. Pelo menos do ponto de vista dos azuis e brancos. Pizzi reduziu primeiro para 2-1 (num erro colossal de Rolando) e não foi levado a sério. Muito menos depois de Falcao (qual Pelé, qual quê) ter aumentado novamente a vantagem.

Por esta altura, no início da segunda parte, poucos julgariam ser humanamente possível o Paços ainda chegar ao empate. Mas - lá está, nós avisámos - esta festa extravasou em muito a lógica da realidade.

E Pizzi Gol Pizzi Gol

O último terço foi surpreendente. Depois de Nélson Oliveira ter entrado brutalmente sobre João Moutinho (saiu lesionado) e visto o cartão vermelho, a bancada ávida de espectáculo digno da Sétima Arte pediu mais um, dois, muitos golos.

Surpresa das surpresas, eles surgiram mas na baliza errada. Pizzi roubou a cena, apontou dois golos estupendos e encarnou o papel de desmancha-prazeres. A festa foi, de facto, bonita e o argumento do jogo acompanhou-a.

O facto é que mais um empate, que temos de nos orgulhar, pois fomos a única equipa que roubamos pontos ao FC Porto no Dragão, e se durante a semana por variadas vezes ouvi « adivinhos», que nos ponham a perder este jogo, bem calaram-se todos depois daqueles 90 minutos, é certo que é um ponto, mas tem sabor de vitória, pois foi com 10 jogadores que marcamos o 3 golo, ou melhor que Pizzi MARCOU UM GRANDE TERCEIRO GOLO...continuemos a apoiar, esta equipa, pois estamos mais um vez numa das melhores épocas de sempre, vai certamente faltar a Europa no final, pois tenho a certeza que com Mário Rondón e André Leão, somos capazes de levar de vencida a equipa da briosa, por isso dia 14 tudo a Mata Real!!!



domingo, 8 de maio de 2011

Rui Vitória já derrotou o FC Porto!!!




Rui Vitória defrontou o Porto de Mourinho na Taça de Portugal pelo Vilafranquense em 2004. Foi o penúltimo jogo disputado nas Antas. Eliminou os dragões pelo Fátima na Taça da Liga.

No ano de estreia como técnico no principal escalão do futebol português, Rui Vitória tem motivos de sobra para ter orgulho da temporada que está a realizar na Mata Real.

Esta noite terá a oportunidade de estar no Estádio do Dragão na pele de treinador adversário, mas, curiosamente, não será o seu baptismo contra o FC Porto no reduto portista.

A 21 de Janeiro de 2004, então como timoneiro do Vilafranquense (da 2.ª Divisão), esteve no antigo Estádio das Antas a discutir uma eliminatória da Taça de Portugal com uma armada liderada por... José Mourinho.

Saiu da Invicta com quatro golos sem resposta - marcados por Marco Ferreira, Sérgio Conceição e um bis de Carlos Alberto - e impressionado com a máquina que, meses mais tarde, acabaria por se sagrar vencedora da Champions, em Gelsenkirchen, na Alemanha, batendo na final o Mónaco (3-0).

Esse encontro teve a particularidade de ser o penúltimo realizado no tapete do Estádio das Antas, antes dos dragões se mudarem para a nova casa, construída visando a realização do Europeu no nosso País.


Três anos mais tarde, então ao serviço do Fátima, na 2.ª Liga, os portistas voltaram-se a cruzar na carreira de Rui Vitória, desta feita na terceira eliminatória da Taça da Liga onde a equipa orientada Rui Vitória acabaria por vencer, nesta época de 2010/11, Rui Vitória volta a enfrentar os azuis e brancos na Mata Real, onde perdeu por 3-0, depois de uma segunda parte espectacular por parte da nossa equipa, que acabou por perder o jogo de forma injusta, escusado será relembrar o penalti, que foi atribuído ao FC Porto, onde a bola, bateu no pé e por isso não se pode assinalar mão??!

sábado, 7 de maio de 2011

Paulo Sousa fala sobre o jogo com o FC Porto.



O P. Ferreira viaja até ao Dragão no domingo, na penúltima jornada da Liga, com o desejo de conquistar pontos. Para o médio Paulo Sousa, o FC Porto é, claramente, a melhor equipa do campeonato, mas isso não trava a ambição da nossa equipa.

«Este FC Porto é fantástico, a todos os níveis. Vale a pena sentarmo-nos no sofá e vê-los jogar, mas não há equipas invencíveis. Espero, sinceramente, um dia menos bom deles e um dia muito grande da nossa parte, para conseguirmos trazer pontos», desejou um dos capitães do Paços, nesta quarta-feira, na antevisão do encontro, citado pela agência Lusa.

«Encaramos este jogo como todos os outros, conscientes das dificuldades e qualidades do adversário. Vamos ver o que podemos fazer e o que eles nos deixam fazer», acrescentou.

Paulo Sousa, juntamente com o avançado Alvarinho, ainda não jogou oficialmente nesta temporada, mas não descarta essa possibilidade, mesmo a duas rondas do fim da prova. «Estou bem e, enquanto [a época] não acabar, é sempre possível jogar. Trabalho todos os dias e nunca é fácil ficar de fora, mas é nestas horas que se vêem os bons. E, sinceramente, estou bem comigo mesmo, pois tenho mantido a mesma postura», defendeu o médio, de 35 anos.

Antevisão ao Porto vs PAÇOS de Rui Vitoria


Rui Vitória espera que o Paços de Ferreira consiga surpreender no Dragão, mas está consciente das dificuldades que a sua equipa vai encontrar amanhã. «O FC Porto está com a embalagem toda», elogia o técnico, que promete, no entanto, «jogar olhos nos olhos com o adversário, como aconteceu em Alvalade e na Luz».

O facto de os pacenses terem a permanência garantida permite encarar o desafio com serenidade. «Vai ser um prazer participar neste jogo, que é de festa. O nosso quadro também é bom, pois os objectivos estão alcançados. Se assim não fosse, estaríamos com outro tipo de pressão.Dentro dos nossos condicionalismos, vamos procurar fazer o melhor», refere Rui Vitória.

Villas Boas pode fazer descansar alguns jogadores, mas o treinador do Paços de Ferreira entende que, mesmo que isso aconteça, o FC Porto será sempre forte. «Qualquer gestão que seja feita, o FC Porto será sempre uma equipa que dá garantias ao seu treinador. A máquina está sempre oleada», considerou ainda na conferência de imprensa de antevisão do jogo.

Convocados para o Dragão




A chamada de Pedro Queirós e de Bruno de Paula são as principais novidades na lista de convocados do Paços de Ferreira para o jogo de amanhã, no Estádio do Dragão, frente ao FC Porto (20.15 horas).

O técnico Rui Vitória procedeu à mudança de guarda-redes suplente, com António Filipe a voltar aos eleitos no lugar de Coelho, e a entrada de Pedro Queirós e Di Paula.

Sem lesionados, Mário Rondón e André Leão, que cumprem castigo, são duas baixas importantes nos castores.

Os convocados são os seguintes:

Guarda-redes: Cássio e António Filipe;

Defesas: Baiano, Pedro Queirós, Cohene, Ozeia, Bura e Maykon;

Médios: Filipe Anunciação, Bruno de Paula, Leonel Olímpio, David Simão e Manuel José;

Avançados: Nuno Santos, Padraig Amond, Pizzi, Nélson Oliveira e Caetano.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Dono do apito para o Porto vs PAÇOS



Cosme Machado será o árbitro, do jogo deste Domingo entre o grande Paços e o Porto, espera-se que este senhor faça uma boa arbitragem justa e imparcial...o que por raras vezes acontece!!!!

Vamos repetir a história!!





É certo que será um jogo difícil, contra uma das equipas que melhor joga futebol em Portugal neste momento, mas nós já mostramos que lutamos de igual com igual com todos os adversários, apesar de todas as diferenças entre muitas das equipas onde refiro que um dos nosso adversário tem um guarda redes de 8.5 milhões de euros e nós um orçamento que ronda os 2.2 milhões de euros mas contra todas as expectativas já alcançamos resultados históricos, neste jogo a nossa equipa estará num ambiente adverso, pois será a entrega do troféu de campeão nacional aos azuis e brancos, mas como de costume os nossos guerreiros entrarão em campo disposto a dar tudo por tudo, por isso vamos lá fazer a festa no como no ano passado, aqueles que estiverão presentes como eu, nunca mais se esquecerão do ambiente que criamos naquela curva!!!

Caetano quer marcar no Dragão


Caetano está a viver o momento mais importante da sua carreira no seu ano de estreia como sénior. Depois de ultrapassado o calvário das lesões, o jovem extremo marcou o seu 1.º golo (e que golo!) como jogador profissional, golo que valeu a conquista dos 3 pontos para os pacenses frente ao V. Guimarães.

“Sinto uma alegria muito grande e este golo é, sem dúvida, o momento mais marcante da minha carreira”, reconhece o pequeno e talentoso jogador. Mas Caetano recusa protagonismo, dividindo os méritos com a equipa. “Somos um coletivo e, por isso, não conseguimos fazer nada sem o apoio de todos”, salientou. Aos 19 anos, o avançado está a viver momentos intensos no futebol português e nada melhor que encontrar na próxima jornada o clube que o formou. “Vai ser especial defrontar o FC Porto porque foi ali que cresci como jogador e passei seis anos da minha vida mas gostava de marcar nesse jogo”, referiu.

Eridson no Paços



Eridson é mais um jovem talento prestes a despontar na Liga. O central, de 20 anos, vai representar o nosso Paços na próxima temporada e, desta forma, alcançar o sonho que o fez sair da Guiné-Bissau para uma aventura em Portugal, era ainda júnior. O FC Porto abriu-lhe as portas, onde esteve durante uma época e meia, seguindo-se uma passagem fugaz pelo E. Amadora antes de dar nas vistas no Tourizense. Foram as exibições conseguidas neste clube que despertaram o interesse dos observadores dos castores. “Sempre estive a par de tudo, porque sabia que estavam pessoas do Paços de Ferreira a observar-me e felizmente que correspondi”, referiu, entusiasmado, o jovem defesa, que confessa ter alcançado “o sonho de criança, que era atingir o mais alto nível no futebol”.

Consumada a chegada à Liga, Eridson não quer agora defraudar as expectativas. “Vou para um clube que tem estado em destaque no campeonato e tem promovido muitos jogadores jovens; espero que as minhas exibições ajudem a equipa a conseguir os seus objetivos”, acrescentou, definindo-se como um jogador agressivo “no bom sentido” e forte no jogo aéreo.

Continua assim a preparação da próxima época por parte da nossa direcção e do Departamento de Futebol, desta forma Eridson junta-se a Sassá, como reforço para a próxima época 2011/2012.

Será Paulo Sousa utilizado no Dragão??

O nosso plantel cumpriu esta manha mais um treino de preparação para o jogo com o FC Porto, domingo, às 20.15 horas, no Estádio do Dragão. Não há registo de lesionados entre os castores, o que significa que o nosso treinador Rui Vitória só não conta com os castigados André Leão e Mário Rondón para a partida com o novo campeão nacional.

Em fim de ligação contratual ao Paços de Ferreira, há alguma expectativa em torno de Paulo Sousa e, em concreto, se será opção para domingo, ele que ainda foi não utilizado em qualquer das frentes em que o clube esteve envolvido esta época, também devido a prolongada paragem por lesão.

Num outro contexto, os 500 bilhetes que o FC Porto enviou para venda ao sócios pacenses vão sendo vendidos a um bom ritmo.

Bem-vindo a Geração Pacense

Bem-vindos, ao novo blog de apoio ao Futebol Clube Paços de Ferreira, esta ideia surgiu-me depois de tanto tempo como sócio (já la vão 4 temporadas). Depois de tanto tempo decidi criar este espaço, sei que poderá não ter um grande impacto para muitos dos adeptos, mas sei que a informação sobre este clube por vezes é um pouco reduzida a 4 linhas nos jornais, apesar de existir um outro blog sobre o Paços de Ferreira, que já existe há vários anos, e é uma referencia para vários adeptos do nosso clube, decido na mesma criar este espaço pois dois é melhor que um, e espero o apoio de todos voces para levar este projecto em frente.

E assim começa a Geração Pacense!!