domingo, 26 de junho de 2011

«Cheguei ao clube ideal» - Josué



O médio está entusiasmado com a transferência para a Mata Real e promete muita dedicação nesta nova etapa da carreira. O facto de os pacenses apostarem em jovens foi decisivo para a escolha...- Foi proveitosa a experiência que adquiriu na Liga holandesa? Sente-se um jogador mais maduro e experiente?

- Claramente. Não é fácil para alguém com a minha idade sair do país, mas reconheço que a passagem pelo Venlo acrescentou algo à minha experiência. Amadureci, conheci uma realidade diferente e quando evoluímos desse modo é sempre vantajoso em termos de futuro. Cresci como atleta e homem e isso terá os seus reflexos na nova temporada.

- Foi do Paços do Ferreira a única proposta que recebeu, ou teve mais convites?

- Tive mais. De Portugal e também do estrangeiro. Analisei o que era melhor para mim e cheguei facilmente à constatação que o Paços de Ferreira é o clube ideal para a minha projecção e crescimento. É estável, cumpre com os seus compromissos e, acima de tudo, aposta nos jovens jogadores, o que não acontece com todos os clubes. Além disso, sempre que ouço um atleta falar da sua passagem pelo clube só ouço dizer bem, do ambiente que se vive, numa espécie de família.

Sem comentários:

Enviar um comentário